• Pedro Aibéo

Portugueses, NÃO VOTEM! É a coisa mais democrática que podem fazer!


Passo a explicar porque é que não deve votar:

Há coisas muito melhores para fazer com a sua vida, por si ou pela sua comunidade, do que votar! Pode gastar esse tempo a fazer coisas muito mais significativas e com resultados diretos na sua vida.

Comece a trabalhar nas decisões democráticas ao nível da sua comunidade. Comece a treinar a sua capacidade de mobilizar pessoas para encontrarem soluções alternativas às que dispomos atualmente. Ou então, tente apenas comprometer-se a ajudar a limpar as ruas todos os domingos de manhã (em vez de ouvir o habitual monólogo da igreja). Verá que irá aperceber-se do poder fundamental que detém – o poder de assembleia e de decisão comunitária. Isto sim, é usar o seu tempo em algo realmente importante. Ao votar, exclui-se deste poder.

Mesmo que o seu voto realmente faça a diferença e um novo partido seja eleito, nada mudará. Com se tem visto por todo o lado, faz muito pouca ou nenhuma diferença. Olhe a Grécia: compare as promessas de Tsipras com aquilo que realmente estão a fazer agora. Quando chegam ao poder, os políticos apercebem-se que não têm poder, estão contratualmente vinculados com instituições e corporações. Dê uma vista de olhos na história da democracia no último século. O padrão está lá, só precisa de ir ler. Não confie só no que eu digo, faça o seu trabalho de casa.

Ou então use esse tempo, que planeou desperdiçar para ir votar, para reunir com os amigos e discutirem vários assuntos: finanças; fuga aos impostos; como é que empresas como a PWC e similares ajudam na fuga aos impostos; como é que moedas alternativas podem ser criadas na sua comunidade usando o Blockchain; etc.

Assim, se um dia o Governo bater à sua porta para forçar medidas que o atacam diretamente, estará numa muito melhor posição e numa muito melhor rede comunitária para poder ripostar e lutar pelo que precisa! Porquê? Porque investiu o seu tempo na comunidade em vez de ir votar! Porque aprendeu a utilizar a mais essencial caraterística da democracia na sua comunidade: poder de decisão informado e universal!

Votar num governo distante? NÃO!

Use o seu tempo sabiamente! Não precisamos de andar a alimentar esses políticos que apenas buscam protagonismo. Invista em si e na sua comunidade! A auto-governação é possível, mas nunca virá de políticos, virá de todos nós.

Vai mesmo gastar o seu tempo a legitimar o poder de uma mão cheia de pessoas que você nem conhece? Pessoas tão desesperadas por um emprego que se põem a beijar aleatoriamente pessoas pela rua?

NÃO NÃO NÃO! NÃO VÁ VOTAR. É um ato ingénuo!

E por favor, se não gosta dos meus argumentos (que até são semelhantes aos de Julian Assange), escreva-me, responda-me, informe-me, mas use o próximo domingo para fazer isso!

NÃO VOTE!

Pedro Aibéo é Professor e Investigador nas Universidades de UNAM (México), de Wuhan (China) e da Aalto (Finlândia) no tópico de “Arquitectura Democratica”. É Arquiteto Sénior e Engenheiro Civil na Finlândia e Director Artístico do grupo de teatro e jogos “Cidadania” na Alemanha O seu último livro, foi um romance ilustrado sobre matemática chamado “Isto Não É Só Matemática”.

#portugal #eleicoes #votos #votar #democracia #naovotem #naovotes

0 views